Resenha: A Tribe Called Quest – We Got It from Here… Thank You 4 Your Service

Lançamento: 18/11/2016
Gênero: Rap, Jazz
Gravadora: Epic Records
Produtores: A Tribe Called Quest, Q-Tip e Blair Wells.

A Tribe Called Quest é um grupo de hip-hop americano formado em 1985 por Q-Tip, o falecido Phife Dawg e Ali Shaheed Muhammad. Um quarto membro, Jarobi White, deixou o grupo em 1991, após o lançamento de seu álbum de estréia. Ele continuou a contribuir para a grupo esporadicamente antes de se reunir com eles em 2006. O grupo lançou seis álbuns de estúdio entre 1990 e 2016, e se separou em 1998 depois de lançar o disco “The Love Movement”. O seu novo álbum de estúdio, o primeiro em 18 anos, foi lançado em 18 de novembro de 2016. Intitulado “We Got It from Here… Thank You 4 Your Service”, o registro captura as gravações finais de Phife Dawg, que morreu em março desse ano. É um LP fenomenal, para se dizer o mínimo, considerando que seu último lançamento aconteceu há tantos anos.

Sonoramente, o disco começa de onde “The Love Movement” parou em 1998. Ele também captura os sentimentos do período em que foi gravado. O seu panorama sombrio é proeminente na faixa de abertura “The Space Program”, e na faixa seguinte, intitulada “We the People….”. “The Space Program” tem um som blues e base num teclado que mantém a batida consistente. Uma mudança de ritmo cria uma pausa na batida, com um canto de harmonização de apoio injetando um pouco de gospel na mistura. “We the People…”, por sua vez, possui letras concentradas nos recentes acontecimentos dos Estados Unidos, como por exemplo a eleição presidencial. Ela contém amostras de “Behind the Wall of Sleep” do Black Sabbath, que acabaram ligando o heavy metal ao hip-hop. Uma maneira interessante de entregar uma mensagem política e captar a atenção do ouvinte.

O repertório contém aparições de convidados cuidadosamente escolhidos, como Consequence, Busta Rhymes, Elton John, Jack White e André 3000. Além de novos artistas dessa geração que A Tribe Called Quest claramente influenciou, como Kendrick Lamar e Anderson .Paak. “We Got It from Here… Thank You 4 Your Service” é, provavelmente, o disco mais socialmente consciente que o grupo já lançou. Possui uma produção experimental e algumas imperfeições nos arranjos que evitam estruturas padrões. A infusão de instrumentos é uma das coisas que mostram o quando o grupo amadureceu nas duas últimas décadas. “We Got It from Here… Thank You 4 Your Service” é um disco incrível porque mostra com propriedade todo o talento do A Tribe Called Quest. Poucos atos de hip-hop conseguem exibir tal musicalidade.

O disco traz um som bem atualizado e robusto, com uma intensidade lírica incrivelmente poderosa. Aqui o ouvinte pode encontrar letras carregadas de questões políticas e raciais. O conteúdo lírico segue com temas profundos, tais como igualdade, insatisfação com o governo, violência anti-negra e supremacia branca. Grande parte dos momentos emocionais do álbum surgem a partir da morte prematura de Phife Dawg. Mas, apesar de estar coberto pelo luto de Phife, o álbum possui algum otimismo. Ao lado de algumas influências contemporâneas, o repertório oferece um som jazzy muito adequado. “Ego” retorna a um som típico dos anos 90, enquanto influências reggae são sentidas em “Whateva Will Be” e “Black Spasmodic”. A oitava faixa do lado A do registro, “Enough!!”, é jazzística e também possui elementos do hip-hop dos anos 90.

É uma canção lenta e rítmica, com uma paisagem sonora sensual e refrigerada. Ademais, a voz de Q-Tip é perfeitamente complementada por backing vocals durante o refrão. Mais tarde, sintetizadores aparecem de forma proeminente em “The Killing Season” e “Conrad Tokyo”. Mesmo assim, a produção de ambas não estão fora do lugar com o restante do repertório, aparecendo como novas explorações do seu som clássico. Kanye West aparece no refrão de “The Killing Season”, repetindo as palavras: “Eles venderam você, vendidos, vendidos”. Esse é um álbum de despedida e um compromisso com o legado de Phife Dawg. E, seus companheiros de banda, fazem uma sincera dedicatória para ele em “Lost Somebody”. “The Donald”, com Busta Rhymes, também é uma homenagem a Phife, cujo apelido era Don Juice.

Sobre elementos de reggae, o grupo faz um excelente tributo ao seu falecido amigo. O próprio Phife é um destaque na canção, com versos como: “Phife Dawg lenda, você poderia me chamar de Don Juice / Eu sou o foda agora, o que, você precisa ver a prova?”. “We Got It from Here… Thank You 4 Your Service” é, sem dúvida, um excelente retorno para o A Tribe Called Quest. O grupo criou um registro poderoso e emocional, um final verdadeiramente apropriado para a sua carreira. Em vários pontos, o grupo pareceu abrir novos caminhos em seus próprios termos, sem esquecer-se do fator nostalgia. A qualidade geral do álbum é nada menos do que notável. A única nota triste é que Phife Dawg não estava mais vivo para ver o álbum ser lançado. Não importa se esse será o último disco do A Tribe Called Quest, eles sempre serão conhecidos como um dos maiores atos do hip-hop de todos os tempos.

Favorite Tracks: “The Space Program”, “Dis Generation” e “Black Spasmodic”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.