Best New Track: The National – The System Only Dreams in Total Darkness

Lançamento: 11/05/2017
Gênero: Indie Rock, Art Rock
Produtores: Aaron Dessner, Bryce Dessner, Matt Berninger e Peter Katis
Escritores: Aaron Dessner, Matt Berninger e Bryce Dessner.

The National definiu-se como uma das bandas de rock alternativo mais consistentes, excepcionais e sombrias da indústria. A aclamação universal do disco “Trouble Will Find Me” (2013), não foi uma surpresa para qualquer um familiarizado com o grupo. Com o anúncio de um novo single, os fãs ficaram com enormes expectativas. Em muitos aspectos, o single “The System Only Dreams in Total Darkness” soa como um retorno ao seu antigo som. Dito isto, eu já o considero um dos melhores singles da banda até à data. Sinalizando uma mudança de direção de seus discos anteriores, esta canção explora o lado mais escuro da banda e oferece um vislumbre experimental. É uma pista pontuada por um riff de guitarra errático com harmonias e tons de Matt Berninger. Os tambores são classicamente elusivos, enquanto o lirismo é neurótico e melancólico. Entretanto, o maior componente e peça central da música é a violenta guitarra. As partes mais afiadas de Bryce Dessner prepara o caminho para os belos vocais de Berninger. Essa música parece ter sido montada peça por peça, instrumento por instrumento.

O trabalho da percussão de Bryan Devendorf, por sua vez, impulsiona a música para o seu clímax, com um solo de guitarra sem precedentes. “The System Only Dreams in Total Darkness” abre enigmaticamente com sons sintetizados e vocais harmônicos. Alguns segundos depois, o ritmo ancora as coisas. Teclado, violão, guitarra elétrica, baixo e bateria formam o pano de fundo para Berninger. Talvez, ele não seja o melhor barítono de todos, mas o tom de voz se encaixa perfeitamente bem. No primeiro verso, ele parece desapontado e enganado: “Talvez eu escute mais do que você pensa / Posso dizer que alguém vendeu você / Nós dissemos que nunca deixamos ninguém entrar / Nós dissemos que só morreríamos de segredos solitários”. Da mesma forma, o refrão continua com a mesma narrativa: “O sistema apenas sonha na escuridão total / Por que você está se escondendo de mim? / Estamos em um tipo de coisa diferente agora / Toda a noite você está falando com Deus”. No último refrão, Berninger estica seus limites vocais e produz um desfecho de grande desempenho. Em suma, The National retornou da melhor maneira possível com “The System Only Dreams in Total Darkness”.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.