Best New Track: Katy Perry – Chained to the Rhythm (feat. Skip Marley)

Lançamento: 10/02/2017
Gênero: Disco, Funk, Reggae
Produtores: Max Martin e Ali Payami.
Escritores: Katy Perry, Max Martin, Sia Furler, Ali Payami e Skip Marley.

Já fazem mais de três anos que Katy Perry lançou o “PRISM”, seu terceiro álbum de estúdio. Depois de tanto tempo, ela finalmente divulgou o lead-single do seu próximo disco. Intitulado “Chained to the Rhythm”, o single foi co-escrito por Sia Furler e produzido por seu colaborador de longa data Max Martin. É uma música deliciosamente groove, que mais parece um smash-hit de verão fora de temporada. Quando Katy Perry retornou à cena musical em 2016 com “Rise”, uma canção mais sombria e edificante, todos passaram a esperar algo mais maduro. O interesse de Perry pela política, praticamente confirmou essa hipótese. A cantora foi o principal suporte vocal de Hillary Clinton durante a eleição presidencial dos Estados Unidos. Para iniciar uma nova era, Perry surgiu com um visual loiro deslumbrante dias atrás e passou a fazer uma campanha interessante para promover “Chained to the Rhythm”. Nas grandes cidades do mundo, incluindo o Rio de Janeiro, sua equipe colocou bolas de discoteca nas ruas, das quais as pessoas podiam ligar seus fones de ouvido e escutar alguns segundos do seu novo single.

Esta música não é algo que já ouvimos anteriormente de Katy Perry, mas ainda assim soa intrinsecamente como ela. Enquanto outras cantoras pop, recentemente, tentaram explorar alguns subgêneros, Katy Perry continua entregando um pop puro. “Chained to the Rhythm” faz uma mistura atraente de música disco e reggae num mar de agitação, batidas up-tempo e uma mensagem decididamente política. “Tão confortável, estamos vivendo em uma bolha, bolha / Tão confortável, não podemos ver o problema, problema”, Perry canta em um dos versos. A letra é sobre a sociedade em geral, que muitas vezes parece acorrentada numa rotina diária. Consequentemente, essa mesma sociedade não vê às injustiças em sua volta, uma vez que fica “presa” em sua própria bolha. A letra pode ​​parecer estranha no início, mas depois de você prestar mais atenção, começa a perceber o quanto é inteligente. Inicialmente, parece uma canção pop inofensiva, mas na verdade, “Chained to the Rhythm” possui um conteúdo muito consciente. A canção em si possui uma sensação disco bem relaxada e um verso adicional de Skip Marley, neto do lendário Bob Marley.

O seu verso é muito interessante, liricamente inteligente e melodicamente agradável. Skip Marley realmente dá uma força extra ao sentimento geral da canção, inclusive auxiliando no final esplêndido e acapela da mesma. Cheia de harmonias e uma poderosa melodia, a canção tem um fluxo contínuo que não deixa o ouvinte desanimar. É dirigida por uma bassline viciante e uma produção quase impecável. Não é instantaneamente poderosa, mas instala-se na sua mente com bastante facilidade. O excelente pré-refrão, com um som funk de uma guitarra, e o agitado refrão são pontos cruciais da música. “Então coloque / Seus óculos de lentes rosadas / E comece a festa”, ela canta aqui. “Chained to the Rhythm” é uma canção realmente cativante com uma produção eletrônica, ritmo ligeiramente descontraído e definitivamente oitentista. Outro grande efeito é o filtro aplicado na introdução e segundo verso, o que lhe dá um sentimento nostálgico instantâneo. Estou bastante impressionado com “Chained to the Rhythm”, consequentemente, esperando ansiosamente pelo seu novo álbum.

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.