Best New Music: Gloria Groove – Bumbum de Ouro

Lançamento: 05/02/2018
Gênero: Funk, Pop, Hip-Hop
Produtores: Pablo Bispo, Sergio Santos e Ruxell
Escritores: Gloria Groove, Pablo Bispo, Sergio Santos e Ruxell.

Daniel Garcia Felicione Napoleão iniciou sua carreira em 2002, fazendo parte da nova formação do Balão Mágico. Anos depois, participou do quadro Jovens Talentos do Programa Raul Gil, e integrou o elenco da telenovela “Bicho do Mato” da Rede Record. Mas depois de anos se dedicando a dublagem, ele ganhou notoriedade nacional em 2016 com a música “Dona”. Ele tinha começado a se identificar com a arte drag ao assistir o programa RuPaul’s Drag Race. Foi a partir desse momento que nasceu a Gloria Groove! Depois que decidiu iniciar a carreira na música, ela lançou o seu primeiro álbum, “O Proceder”, em fevereiro de 2017. Diferente de outras drag-queens, Gloria Groove focou principalmente no hip-hop e rap. Ela ganhou destaque com faixas deste gênero, como “Dona”, “Muleke Brasileiro”, “Império” e “Gloriosa”. Embora todas possuem influências do pop, são formadas principalmente por versos de rap e batidas de hip-hop. Liricamente, ela interpreta letras sobre empoderamento, autoestima e superação. Podemos notar que Gloria usa suas próprias experiências nas letras e voz para tentar inspirar outras pessoas, especialmente à comunidade LGBT+. Eu conheci a cantora através do YouTube no final de fevereiro, quando escutei “Bumbum de Ouro” pela primeira vez. Fiquei muito surpreso com a direção do videoclipe assinado pelos Os Primos, e ainda mais pela produção da música.

Diferente de outros artistas do mainstream brasileiro, Gloria Groove não usa de artefatos para ajustar sua voz. Ela realmente sabe cantar! (no shade). Desde pequeno quando cantava no programa do Raul Gil, Daniel já deixava todos de queixo caído. Em “Bumbum de Ouro”, Gloria Groove adotou um estilo mais pop e funk, e consequentemente acertou em cheio! “Essa mina é um tesouro / Bumbum de ouro / 18 quilates de bunda, ela tem / Sabe que é um estouro / Já fez pegar fogo / Então bate que brilha e se joga também”, ela canta na introdução. É uma música instantaneamente cativante e infecciosa, além de apresentar uma produção de alto nível. A faixa começa com estridentes riffs de teclado sintetizador e uma contundente percussão. A influência do funk brasileiro é nítida, assim como na própria coreografia. No videoclipe, Gloria Groove aparece desmontada como Daniel e faz um rap durante a ponte. Produzida por Ruxell, ao lado de Pablo Bispo e Sérgio Santos, “Bumbum de Ouro” destaca-se pela letra acessível e empoderadora, teclado sintetizador agudo e excelentes batidas formada pela combinação de tambores e bongôs. “Ela bate o bumbum no bumbo / Quando o bumbo bater pro bumbum”, ela canta no viciante refrão. Essa música com certeza merecia fazer muito sucesso no Brasil. Uuh, Gloria Groove! É ‘Best New Track’ na Busterz Magazine!

São Paulo, formado em Recursos Humanos, apaixonado por músicas, séries e animes. Fã dos Beatles, amante do futebol e palmeirense fanático.